Rio de Janeiro

O que faz do Rio um lugar excepcional para passar férias é que lá o turista nunca é intruso. O visitante simplesmente compartilha as férias da população local. Tudo que é feito ao livre no Rio de Janeiro tem aparência, gosto, textura e consistência de férias.
O Rio talvez seja o único destino “exótico” do mundo inteiro em que o turista não precisa ficar mantido numa redoma, freqüentando lugares e fazendo programas na companhia exclusiva de seus iguais. Pelo contrario. A única informação turística que alguém precisa ter no Rio é a seguinte: existe um ônibus civilizadíssimo, chamado City Rio, que passa pontualmente de meia em meia hora pela orla e leva todos os cartões-postais da cidade.

Para aproveitar esse novo Rio, de altíssimo astral e autoestima totalmente recuperada, hospede-se em Ipanema ou no Leblon. Vá a quantos bares puder e a pelo menos um restaurante descolado. Suba ao Pão de Açúcar e ao Corcovado, mas faça também uma favela-tour na Rocinha. Pegue uma praia para lá da Barra, mas não deixe de descobrir os tesouros do Centro. Faça como um autentico carioca: vá atrás de tudo o que o Rio tem de especial.